cochonilha em orquídeas

Como todo tipo de planta, as orquídeas também possuem suas pragas específicas, e a cochonilha é uma delas. Os cultivadores de orquídeas costumam sofrer com a infestação, e sempre procuram saber como eliminar cochonilha em orquídeas. Portanto, leia esse artigo até o final.

Cuidar das orquídeas para que sempre fiquem lindas pode ser mais fácil do que você pensa, e cuidando sempre de suas orquídeas, também será capaz de prevenir quase todas as principais doenças que afetam essas lindas flores.

O verão é a estação preferida dos insetos, e há muitas pragas que adoram as orquídeas, a cochonilha é mais uma destas pragas. Mas saber como evitar que os insetos das orquídeas estraguem sua planta é muito importante para mantê-la saudável. Você também pode se interessar em como cultivar orquídeas no inverno. 😉

Quando você está comprando uma orquídea e vê uma ou duas cochonilhas na planta, ainda que pequenas, minha sugestão é não comprar. Não é certeza que a orquídea irá morrer dessa causa, mas é certeza que você terá trabalho pela frente. Sempre há o risco de contaminar suas outras orquídeas que já estão grandes – um risco muito alto, na minha opinião.

Se a planta estiver coberta de cochonilhas, coloque o vaso de volta no chão e alerte o profissional que te atende. Às vezes, com tantas plantas, eles não têm tempo para olhar uma única planta com atenção e não percebem que há um problema.

O que são cochonilhas?

Cochonilhas (Dactylopius coccus) são insetos que sugam a seiva de plantas em geral, e costumam ser protegidos por uma carapaça que dificulta a ação de inseticidas borrifados.

infestação de cochonilhas
A presença das cochonilhas nas orquídeas atraem formigas

Alguns desses insetos podem ser bem pequenos e outros um tanto maiores (chegando perto de 1,5 cms). Normalmente se alojam na parte de baixo das folhas, o que dificulta serem encontrados.

Existem muitas espécies, porém os mais comuns são a cochonilha-branca, o pulgão branco, a cochonilha cabeça de prego e a cochonilha de placa.

Um agravante da ação das cochonilhas é que deixam fezes que são muito apreciadas pelas formigas. Assim uma forma de detectar é perceber a quantidade de formigas perto das plantas, mesmo sem haver sido feita poda.

Medidas preventivas para fortalecer as orquídeas

Uma das maiores complicações para cuidar bem das suas lindas orquídeas é que o ambiente que é bom para ela, também é bom também para muitas das suas pragas. Geralmente, se você está lidando com insetos que teimam em ficar nas suas orquídeas, eles estavam lá no momento que você levou para a casa sua planta.

E ainda, se você tiver mais de uma orquídea, essas pequenas pragas podem se mover de uma planta para outra. É por isso que é importante sempre ficar atento as pragas de orquídeas comuns e tomar medidas para se livrar delas imediatamente.

A melhor maneira de evitar as doenças das orquídeas é através de medidas preventivas, e uma forma de prevenir é cuidar e fortalecer a saúde das orquídeas, pois as plantas mais fracas costumam ser as mais fáceis de sofrer todo tipo de ataque de fungos ou parasitas.

Sinais que indicam doença nas orquídeas

São diversos os sinais que indicam as doenças das orquídeas . Quando esses sintomas são detectados, existem vários tratamentos disponíveis para essas doenças que podem ser de origem fúngica, bacteriana e também viral . Em alguns casos teremos que descartar algumas partes das plantas, como as folhas ou partes das raizes.

A maioria das doenças das orquídeas tem como origem fungos, sinais como manchas nas flores, manchas nas folhas indicam esses problemas. Existem ainda bactérias e vírus que trazem mais uma série de doenças nas orquídeas. A maioria delas pode ser tratada de forma eficiente se os sintomas forem reconhecidos nos estágios iniciais.

Como agem as cochonilhas?

Esses insetos mastigam as flores das orquídeas, focando nos brotos mais jovens: quaisquer novas raízes, folhas, bainhas e novos botões chamam a sua atenção.

Quanto mais jovem for o broto da sua orquídea, mais água estarem presente nas células, que nesse momento são ricas em minerais e nutrientes. Isso é extremamente atraente para cochonilhas, outros insetos e pragas.

Embora existam várias subespécies diferentes de cochonilhas, todas procuram infestar todos os tipos de orquídeas. Portanto, não há necessidade de identificar qual cochonilha está em sua orquídea, o objetivo é se livrar de todas, o mais rápido possível.

As cochonilhas visíveis são sempre as fêmeas. Elas são insetos pequenos (cerca de um décimo de polegada) com franjas ao redor de seus corpos e, de acordo com sua espécie, pode possuir mais de uma cauda.

As principais espécies de cochonilhas

Os cochonilhas machos são minúsculos insetos que quase nunca são encontrados. As principais espécies de cochonilhas são (Pseudococcus longispinus) e cochonilhas (Planococcus citri). Os mesmos métodos de controle podem ser usados em todos os tipos, de ambos os gêneros.

As espécies de cochonilha não atacam apenas orquídeas, é preciso sempre pesquisar a forma mais adequada para livrar outras espécies de plantas.

O cochonilha macho é facilmente reconhecido pelas suas asas, e sempre é um pouco maior do que a fêmea. O propósito do macho é apenas para a reprodução, não possui outra função para a fêmea. Por isso, quase sempre morrem antes de chegar a outras plantas.

As fêmeas, ao contrário, são as que procuram sempre se alimentar do maior número de orquídeas possivel. Cada fêmea pode gerar mais de 600 outros insetos durante sua vida.

É por isso que uma infestação de cochonilhas em orquídas é tão difícil de tratar, se não for identificado no começo da infestação. Se não for observada e tratada no começo, em uma semana todas as suas orquídeas podem estar cobertas de cochonilhas.

Uma vez que uma orquídea é afetada pelas cochonilhas, mesmo que seja em uma pequena parte, ela precisa ser tratada o mais rápido possível. As cochonilhas se transferem de uma planta para outra de forma muito rápida, não porque voam (as fêmeas não conseguem voar), mas sim porque as jovens cochonilhas são levadas para outras orquídeas pelo vento.

Já que a ventilação é de grande importância  para o crescimento saúdavel das orquídeas, as cochonilhas se tornam um grande problema em áreas maiores rapidamente.

Opções de tratamento para eliminar cochonilhas em orquídeas

Os métodos que usam composições químicas tóxicas para as pessoas, animais de estimação e plantas são os mais demorados, e não devem ser feitos num primeiro momento.

Saiba que existem algumas opções de tratamento rápidas que podem solucionar esse problema em pouco tempo, a seguir vamos apresentar oito opções de tratamento.

1 – Álcool isopropílico

Tudo o que é necessário é aplicar o álcool isopropílico 70% que é encontrado em supermercados agropecuários. Como opção, também pode misturar uma solução 50/50 de água e álcool em um recipiente com borrifador, de preferência.

Você também pode aplicá-lo com uma bola de algodão, ou em um frasco de nebulização com uma grande e dispersa saída. É importante repetir o processo a cada uma ou duas semanas, e analisar os efeitos.

A chave para o controle é a persistência, visualização dos resultados e sempre consultar um especialista, caso não consiga resolver o problema em pouco tempo.

Com a ponta do cotonete, ainda podem ser removidos todos os insetos cochonilhas manualmente. Não basta removê-los e jogá-los no lixo, porque os esporos ainda estão no ar, é preciso matá-los. Para isso, aplique álcool diretamente nos insetos.

alberto schumann

Este método funcionará se sua orquídea tiver ainda poucos percevejos visíveis. Mesmo que sua orquídea esteja infestada de cochonilhas, você pode remover todos as cochonilhas em algumas sessões de limpeza.

2 – Sabonete inseticida

É uma alternativa bastante segura, que consegue eliminar de forma eficaz e segura um bom número de insetos convencionais. Você pode aplicar um sabonete detergente líquido diretamente nas flores. Basta adicionar 1 ½ colher de chá de sabonete concentrado para cada um litro de água.

3 – Água e detergente para eliminar cochonilhas em orquídeas

O terceiro método que você deve tentar na sequência é aplicar uma solução diluída com detergente e lavar a planta diretamente. Misture três xícaras de detergente com uma xícara de água. Porém, você não deve usar um detergente forte, como aquelas linhas feitas para limpeza pesada

liquidar lesmas e caracóis das orquídeas

Os percevejos se desprendem quando aplicado um jato forte de água diretamente a eles, mas isso pode ser um pouco trabalhoso. Uma solução mais rápida é levar a orquídea à pia ou banheira e borrifá-la com essa solução de detergente em toda a planta.

Não lave como se fosse uma panela de ferro, mas borrife com a solução de sabão, concentrando-se onde estão as cochonilhas, de forma leve. Limpe com água corrente completamente após 20 minutos a primeira borrifada de detergente.

Você irá precisar de algumas sessões de limpeza, como a cada dois ou três dias, até que todos as cochonilhas desapareçam por completo.

Na verdade, o sabão sozinho consegue matar as cochonilhas, mas para um efeito mais rápido, pode-se adicionar uma gota de álcool isopropílico à solução. Nessa mistura, adicione meia xícara de álcool isopropílico por cada três xícaras de detergente e álcool.

O álcool quebra a barreira de cera que mantém a cochonilha segura. Uma vez que a barreira é quebrada, o sabão age com mais eficiência.

Depois de tirar a orquídea do vaso, enxágue bem as raízes, de forma cuidadosa. Tente eliminar todo o musgo ainda presente na casca. Enxágue as raízes por mais tempo do que faria normalmente.

4 – Spray de óleo

Adicione 2 colheres de sopa de óleo de cozinha e 2 colheres de sopa de xampu para bebês em dois litros de água. Nessa mistura, também pode ser adicionado 1 xícara de álcool para ajudar na penetração da mistura na concha do inseto que está prejudicando sua orquídea.

Para essa solução, é importante agitar bem antes e durante a aplicação, para que os ingredientes não fiquem separados. Pulverize a cada cinco a sete dias conforme necessário, cobrindo sempre os dois lados da folhagem. Lave as folhas individualmente com a mistura de sabão / óleo e enxágue bem após cada aplicação.

5 – Óleo de Neem

A quinta solução exigirá um produto que nem sempre temos em casa, mas que custa pouco  e é muito fácil de encontrar em qualquer loja de produtos naturais. O óleo de neem é um poderoso remédio que pode ser pulverizado em todas a orquídeas, até mesmo nas mais pequenas. O óleo de neem é inofensivo para a orquídea, mas é eficaz para combater as cochonilhas.

O uso de óleo de neem é recomendado pois ele age nos hormônios das cochonilhas, impedindo o crescimento de novas larvas e pupas, evitando sua reprodução. Uma vez que o óleo de neem elimina a reprodução, a eliminação desse problema se torna mais fácil.

Você precisa reaplicar o óleo de neem após sete dias da primeira aplicação, para inibir o crescimento de qualquer um dos ovos que foram perdidos durante a primeira aplicação.

O óleo de neem não é tóxico para animais, humanis ou plantas, mas o cheiro pode não ser dos melhores. Vem das sementes da árvore neem, popular na Índia. Ele é usado na medicina tradicional e desde 1960 foi introduzido na botânica moderna.

Uma outra vantagem da aplicação do óleo de neem é que ele impede também a reprodução de outros possíveis problemas para as orquídeas, como os ácaros.

6 – Terra diatomácea

A terra de diatomáceas é uma “poeira fóssil”, muito fina e que hoje é encontrada em muitos lugares. Coloque a terra de diatomáceas na terra das orquídeas e espere ela agir. Esta também é uma boa medida preventiva, para manter as cochonilhas longe antes que decidam rastejar pela sua orquídea.

As rochas, conchas e outros minerais aterrados formam um pó fino e branco: uma refeição atraente para cochonilhas. Uma vez ingerida, a terra diatomácea destrói o interior dos insetos. Ela também consegue atravessar o exoesqueleto, fazendo com que os cochonilhas desidratem e morram de dentro pra fora.

A terra de diatomáceas mata qualquer coisa que a coma. Abelhas, borboletas e todos os insetos bons que porventura estejam próximos e que comerem a terra de diatomáceas irão morrer . Tenha isso em mente ao utilizar na sua estufa, pois você não quer matar bons insetos.

No entanto, é seguro para animais maiores de estimação. E você também não quer acabar respirando a terra de diatomáceas para dentro de seus pulmões. Por este motivo, você deve usar uma máscara ao levar a terra de diatomáceas a sua orquídea.

7 – Inseticidas vendidos comercialmente

Inseticidas para orquídeas, esta pode ser sua única solução, se a infestação tiver crescido demais. Os inseticidas devem ser aplicados com extremo cuidado e cautela, de preferência por alguém que já tenha experiência.

Quando você for ao comerciante, pergunte se o inseticida é apropriado para orquídeas, e quais as quantidades recomendadas.

As cochonilhas também amam árvores de frutas cítricas, e muitos inseticidas feitos para matar as cochonilhas também pode ser aplicados para plantas e flores menores. As orquídeas são um pouco mais sensíveis, portanto , lembre-se disso ao comprar inseticidas.

8 – Joaninhas, predadoras de cochonilhas

Se você não quiser usar pesticidas e outras toxinas para se livrar do problema da cochonilha que estão prejudicando suas orquideas, você pode usar joaninhas, um dos maiores predadores do mundo dos insetos.  

cochonilhas em orquídeas
joaninha, poderoso predador de cochonilhas

Há outro besouro que é mais apropriado para o combate a cochonilha, o Cryptolaemus montrouzieri. Pessoalmente, prefiro as joaninhas, que além de eficientes, trazem mais vida a qualquer jardim.

Solte de 2 a 8 joaninhas em cada orquídea que esteja com esse problema. Como esse método leva alguns dias para começar a aparecer os primeiros resultados, ele não deve ser seu método principal de eliminação das cochonilhas que afetam suas flores. É melhor aplicado do lado de fora, onde as joaninhas também conseguirá manter todas as suas outras plantas seguras.

Que tal um curso completo ensinando passo a passo como cuidar de orquídeas? Você vai se surpreender com a experiência de Alberto Schumman, respeitado cultivador de orquídeas com mais de 20 anos de experiência no cultivo de orquídeas.

Se este artigo foi de alguma ajuda, por favor comente abaixo. Conte-me suas soluções para tratar cochonilhas e o que não funcionou para você.

Your SEO optimized title page contents